Governo já tem prontas diferentes versões da reforma da Previdência, diz secretário do Tesouro

 
O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou nesta quinta-feira (7) que o governo já tem prontas diferentes versões da proposta de reforma da Previdência e acrescentou que a palavra final será do presidente da República, Jair Bolsonaro. "Quem faz política não é o economista, é o presidente, e cabe a ele decidir qual versão", afirmou durante evento da Amcham em São Paulo. As informações são do G1
 
Almeida ressaltou que os artigos da proposta ainda terão que passar por uma longa discussão no Congresso. Segundo ele, não haverá ajuste fiscal caso uma reforma da Previdência satisfatória não seja aprovada.
 
"Se não tiver uma reforma boa o suficiente, com economia de recursos nos próximos cinco ou 10 anos, não haverá ajuste", afirmou.
 
O secretário do Tesouro declarou não achar fundamental aprovar a reforma da Previdência em dois ou três meses mas reforçou que ela deve sair até o final do ano.
 
Ele também confirmou que o governo terá que enviar uma nova Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da reforma. "O que se discute é se a nova PEC poderia ser apensada na PEC já em tramitação no Congresso", disse. As informações são do G1
 


Vídeos

Apoiadores